Fundos de Investimentos – Aplicações em fundos para garantir a receita que você deseja

Um Fundo de Investimento é uma modalidade de aplicação financeira organizada sob a forma de pessoa jurídica, tal qual um condomínio que visa um determinado objetivo ou retorno esperado. Todo o dinheiro aplicado nos Fundos é convertido em cotas (unidades de participação), as quais são distribuídas entre os aplicadores, que passam a ser proprietários de partes da carteira proporcionais ao capital investido, dividindo as receitas geradas e as despesas necessárias. Dependendo do tipo de fundo, as carteiras geralmente podem ser mais diversificadas ou menos diversificadas, podendo conter ativos de diversos tipos, tais como: ações, obrigações, títulos de Renda Fixa, derivados ou commodities negociadas em Bolsas de mercadorias e futuros, entre outros.

Destacamos, dentre a ampla gama de Fundos que distribuímos, as seguintes classes:

Ícone de fundos referenciados

Fundos Referenciados

São Fundos que, obrigatoriamente, devem investir no mínimo 95% do valor de sua carteira em títulos ou operações que busquem acompanhar as variações do seu Índice de Referência (CDI, Selic, IMA-B, etc.), estando também sujeitos às oscilações decorrentes do ágio/deságio dos títulos relacionados a estes parâmetros. Desta forma, são muito aderentes ao seu benchmark e assim costumam acompanhar seu desempenho.

Os Fundos DI são os mais populares dentre os chamados Fundos Referenciados, sendo considerados como uma das melhores opções de investimento conservador e de liquidez no Mercado de Capitais.

Ícone de fundos de renda fixa

Fundos de Renda Fixa

São Fundos que buscam retorno por meio de investimentos em ativos de renda fixa (sendo aceitos títulos sintetizados através do uso de derivativos), admitindo-se estratégias que impliquem risco de juros e de índice de preços do mercado doméstico. Excluem-se estratégias que impliquem exposição de moeda estrangeira ou de renda variável (ações etc.). Devem manter, no mínimo, 80% de sua carteira em títulos públicos federais, ativos com baixo risco de crédito ou sintetizados, via derivativos, com registro e garantia das câmaras de compensação. Cada tipo de Fundo adota uma estratégia de gestão que costuma ser aderente ao seu benchmark e assim acompanhar seu desempenho.

Ícone de fundos multimercado

Fundos Multimercado

São Fundos que devem apresentar política de investimento que envolva vários fatores de risco, sem o compromisso de concentração em nenhum fator em especial, podendo investir em ativos de diferentes mercados - como renda fixa, câmbio e ações - e utilizar derivativos tanto para alavancagem, quanto para proteção da carteira. Considerados os fundos com maior liberdade de gestão, buscam rendimento mais elevado em relação aos demais e assim podem apresentar maior risco.

É um produto para horizontes de investimentos mais longos, portanto, é indicado para clientes com objetivos de médio/longo prazo para os recursos, que além de procurarem diversificação, tolerem certa exposição ao risco na expectativa de obter uma rentabilidade mais elevada. Na maioria destes fundos, o crédito dos resgates não acontece no mesmo dia da solicitação.

Ícone de fundos de investimentos em ações

Fundos de investimentos em Ações

Esses Fundos são também chamados de fundos de renda variável e devem investir, no mínimo, 67% de seu patrimônio em ações negociadas em bolsa ou mercado de balcão organizado e em outros valores mobiliários relacionados às ações, conforme disposto no artigo 95-B ad instrução CVM 409/2004.

Alguns fundos desse tipo têm como objetivo de investimento acompanhar ou superar a variação de um índice do mercado acionário, tal como o IBOVESPA. Como seu principal fator de risco é a variação nos preços das ações que compõem sua carteira, podem ser compatíveis com objetivos de investimento de longo prazo e que suportem uma maior exposição a riscos em troca de uma expectativa de rentabilidade mais elevada.

Ícone de fundos off shore

Fundos Off Shore

Para efeitos desta classificação, será considerado Fundo Off Shore aquele constituído fora do território brasileiro, mas cujo gestor localiza-se no Brasil. Através desses fundos, é possível investir em ativos estrangeiros, como ações americanas, títulos do governo americano, ações europeias e até ativos brasileiros negociados no exterior.

Existem 3 tipos de fundos Off Shore:

Off Shore renda fixa: Investem seus recursos em títulos de renda fixa no exterior, por exemplo, Bonds e títulos do Tesouro americano.

Off Shore renda variável: Sua carteira é composta, em sua grande maioria, por ações na Bolsa de Valores de outros países e outros títulos de renda variável.

Off Shore Mistos: Podem investir tanto em renda fixa quanto renda variável.

Ícone de fundos cambiais

Fundos Cambiais

São Fundos que aplicam pelo menos 80% de sua carteira em ativos - de qualquer espectro de risco de crédito - relacionados diretamente ou sintetizados, via derivativos, à moeda norte-americana ou à europeia. O montante não aplicado em ativos relacionados direta ou indiretamente ao dólar ou ao euro deve ser aplicado somente em títulos e operações de Renda Fixa (pré ou pós-fixadas a CDI/Selic). Não admitem alavancagem.

Ícone de fundos de previdência

Fundos de Previdência

A previdência privada é uma aposentadoria que não está ligada ao sistema do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ela é complementar à previdência pública. Todo setor de previdência privada é fiscalizado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão do governo federal.

Investindo em Previdência, você pode economizar pequenos valores periodicamente ou fazer aportes esporádicos, visando um futuro mais seguro e confortável para você e sua família. É possível investir em diversos perfis de fundos, desde renda fixa, balanceados e multimercado até ciclo de vida (alocação dinâmica de ativos). Além disso, a qualquer momento você pode trocar o fundo de investimentos escolhido ou até mesmo mudar para outra seguradora (portabilidade).

Ícone de fundos imobiliários

Fundos Imobiliários

O Fundo de Investimento Imobiliário é um instrumento do mercado de capitais desenvolvido para integrar o mercado imobiliário ao mercado de valores mobiliários. O Fundo é um condomínio fechado, sem personalidade jurídica, baseado na comunhão de recursos para aquisição de área, construção e comercialização de imóveis, ou direitos reais sobre os mesmos. É estruturado através de um Regulamento de Operações, mediante autorização da Comissão de Valores Mobiliários - CVM para sua constituição, funcionamento e registro de distribuição de quotas. 

Os bens imóveis de um Fundo são de propriedade de sua administradora, em caráter fiduciário, sendo o imóvel patrimônio do Fundo. As frações ideais deste patrimônio são representadas por cotas, que se constituem valores mobiliários negociáveis no mercado. 

SAIBA MAIS

Seguem abaixo algumas opções de fundos de casas de investimento relevantes no mercado de capitais, as quais acompanhamos e distribuimos:

Entre em contato para tirar suas dúvidas

Icone de Telefone

fale com a
idtvm

Comercial
3003.4070

Chat Online Banco Inter